"Os Príncipes e o Tesouro": Escolhas Que Nos Definem

O formato de e-Teatro tem trazido muitas possibilidades para a área artística. A junção de Teatro, games e tecnologia tem sido testada de diversas maneiras criativas e inovadoras. Um ótimo exemplo disso é o espetáculo interativo “Os Príncipes e o Tesouro”.


Adaptada e baseada na história do livro infantil “The Princes and The Treasure” de Jeffrey A. Miles e J. L. Phillips, a peça se passa no fictício Reino das Flores e começa com a abdução da Princesa Helena por uma bruxa no dia em que foi prometida ao Príncipe Leonardo. Ele e o Príncipe Hugo, o irmão da Princesa, se juntam em uma aventura para salvá-la. O texto não só inclui em seu tema as pautas feministas e LGBTQIAP+, mas também traz outros tópicos importantes como a liberdade de tomar suas próprias escolhas, a luta pela transformação de pensamentos retrógrados e a importância do outro nas nossas vidas.


Com direção de Carolina Guimarães, o e-Teatro é executado com os atores cada um em sua casa. Para juntá-los, é usado um fundo verde e um programa de transmissão para colocar os avatares dos personagens na mesma tela. O plano de fundo? Uma animação 3D de todas as localizações do Reino pelo qual os príncipes passam. Além de reduzir muito os objetos de cena, a junção de animação com pessoas reais ajuda a reforçar o tom mágico do espetáculo ao mesmo tempo em que impressiona o público com as adaptações na execução de movimentos e interações com os desenhos.


A peça conta com trilha sonora original que se adapta para cada espaço com instrumentos que se mesclam com os sons de animais e da natureza. Os figurinos trazem a sensação de realeza e formalidade mas com toques modernos que encaixam nas personalidades de cada personagem. A iluminação é adaptada para os espaços da casa de cada ator. Todos os elementos conjuntos ajudam a ambientar e aproximar o público da experiência. Mas o elemento que mais conecta os espectadores à história é o elemento da interação. Ao longo do espetáculo são feitas enquetes para decidir o rumo da aventura. O público escolhe para onde os príncipes vão e o que fazem em cada local, o que significa que a ordem da história e algumas cenas mudam de acordo com os resultados das enquetes de cada apresentação.


Os Príncipes e o Tesouro” é um conto infanto-juvenil mas que em sua temática e em sua execução atraem públicos de todas as idades. Não existe uma idade certa para experienciar a magia do Reino das Flores e entender as mensagens que a peça traz. Por mais que os personagens sejam controlados pelo público algumas vezes, eles ainda têm autonomia e liberdade nas decisões que realmente importam, e que realmente mostram quem são e o que querem. E para nós que assistimos, com as escolhas que ajudamos a tomar ao longo do espetáculo, nos tornamos parte daquilo que estamos consumindo e entendemos que temos mais controle sobre nosso destino do que imaginamos. Assim como os personagens, todes somos heróis na nossa própria história.


Os Príncipes e o Tesouro” volta para uma apresentação especial no dia 12 de outubro no Teatro WeDo! durante a Mostra de Teatro Online para Infância (TOI) que se inicia no sábado, dia 9. Ingressos disponíveis no site da Sympla ou na nossa bilheteria virtual.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Criando no e-Teatro: a Dramaturgia Textual

O e-Teatro é uma nova linguagem, diferente das que já conhecemos, e isso exige adaptações dos formatos de execução, desde a dramaturgia à atuação. Existem muitos aspectos a serem explorados e, portant

Os Festivais Culturais Online Vieram Pra Ficar?

Com a intensificação da pandemia em 2020, muitas áreas foram migrando aos poucos para o universo digital. A arte em particular passou por um momento difícil que resultou em adaptações de formato como

“Agridoce” - A Culpa Que Vem do Outro

TW/Aviso de conteúdo: o seguinte texto fala sobre abuso e violência sexual. “Você já teve algo guardado no peito?” A sensação aflita já começa pelo título. “Agridoce” é um espetáculo que trata de um t

Prêmio (1).png