Representatividade e o Resgate de Diferentes Culturas no Teatro

A identidade brasileira muitas vezes se perde em meio a tantas referências europeias com que somos alimentados. Nossa cultura ainda é muito permeada de ideais que foram trazidos pela colonização, e por conta disso, o estilo europeu parece se tornar o padrão, principalmente quando falamos de arte e Teatro! Além de suprimir nossa própria essência, isso limita nosso conhecimento de outros formatos e outras culturas, muitas das quais sofreram o mesmo tipo de repressão.


Quando a gente fala de como era o Teatro antigamente, é comum que o primeiro pensamento de grande parte das pessoas seja “ah, o Teatro começou na Grécia, né?”. Mas a verdade é que não tem muito como pontuar uma ‘origem’ para o Teatro. Antes mesmo desse equivocado ‘surgimento’ na Grécia, essa arte já era presente em diversas culturas ao redor do globo, geralmente se manifestando através de eventos ritualísticos e apresentando o primeiro formato de performance teatral. Todas as culturas já tinham tido contatos iniciais com a performance teatral sem saber que estavam fazendo Teatro. Essas performances não aconteciam em anfiteatros e muitas vezes não apresentavam textos falados, arcos e personagens bem definidos, e por isso às vezes é difícil para alguns identificá-las como Teatro, mas isso se deve às nossas referências europeias que padronizaram nosso jeito de consumir arte. E isso aparece até hoje!


Essa visão limitada impede a gente de conhecer tantas culturas lindas! O Teatro tem feito um movimento de resgatar ancestralidades e pôr em pauta as diferentes culturas e devemos usar essa oportunidade para conhecer outros formatos de performance. As formas do Teatro Oriental, por exemplo, são completamente diferentes das formas ocidentais, tanto em encenação quanto em estética, e ainda assim, muito do formato europeu teve influências de artistas asiáticos. Na América Central podemos identificar a busca pelas tradições dos povos originários. O Teatro negro brasileiro tem resgatado referências africanas, atuais e antigas. Mesmo sem olhar tão longe, o próprio Brasil possui uma riqueza imensurável de culturas e histórias! Temos o Festival Bumba Meu Boi, a Folia de Reis, o próprio Carnaval! Todas essas manifestações culturais compõem vários dos formatos teatrais possíveis.


Mesmo que não tenha como presenciar essas performances teatrais ao vivo, hoje a internet possibilita o acesso a essas diferentes formas e diferentes culturas. De qualquer lugar conseguimos assistir várias manifestações teatrais recheadas de referências internacionais que não sejam somente europeias. O território digital se tornou território de todes nós, e isso nos permite dar um novo passo em nosso processo de descolonização e em nosso processo de independência.


E você, o que acha? Já teve contato com Teatro de outras culturas muito diferentes da sua? Conta pra gente!


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Criando no e-Teatro: a Dramaturgia Textual

O e-Teatro é uma nova linguagem, diferente das que já conhecemos, e isso exige adaptações dos formatos de execução, desde a dramaturgia à atuação. Existem muitos aspectos a serem explorados e, portant

Os Festivais Culturais Online Vieram Pra Ficar?

Com a intensificação da pandemia em 2020, muitas áreas foram migrando aos poucos para o universo digital. A arte em particular passou por um momento difícil que resultou em adaptações de formato como

"Os Príncipes e o Tesouro": Escolhas Que Nos Definem

O formato de e-Teatro tem trazido muitas possibilidades para a área artística. A junção de Teatro, games e tecnologia tem sido testada de diversas maneiras criativas e inovadoras. Um ótimo exemplo dis

Prêmio (1).png